Notícias | - 1:55 pm


Você está dando a atenção que seu fígado merece?2 min read

Você está dando a atenção que seu fígado merece?

Ele exerce múltiplas funções: garante o bom funcionamento do seu corpo ao cuidar da digestão, distribui energia e ainda procura se livrar do que não é necessário ao organismo. 

Todos os órgãos são essenciais para o perfeito funcionamento do corpo, mas o fígado é responsável por algumas funções fundamentais para a vida. Localizado na parte superior do abdômen, ele atua tanto na digestão de alimentos como no descarte de toxinas. A gastroenterologista e hepatologista Nilma Ruffeil explica que entre as funções do fígado duas são vitais: “produzir proteínas, sendo a albumina a principal, e ser responsável pelo metabolismo”. 

Contudo, para que essas e todas as outras funções do fígado (veja mais dados ao lado) sejam bem realizadas, é preciso cuidar dele, o que nem todas as pessoas fazem. O cirurgião de aparelho digestivo Amir Charruf cita, por exemplo, a necessidade de “manter o peso dentro da normalidade”. Embora seja de conhecimento geral que estar no peso ideal é importante, 60,3% dos adultos brasileiros estão acima do índice saudável, segundo a Pesquisa Nacional de Saúde 2020, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), panorama que contribui para o mau funcionamento hepático. Uma prova disso é que, de acordo com a Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica (Abeso), entre 20% e 30% dos brasileiros apresentam gordura no fígado, chamada clinicamente de esteatose hepática. 

Outro hábito que causa problemas hepáticos é “o compartilhamento de objetos infectados (aparelhos de barbear, agulhas e alicates de cutícula)”, diz Nilma. Geralmente, é essa prática que favorece a transmissão das hepatites virais. 

Por ser um órgão que não tem nervos, o fígado não costuma apresentar dor quando está doente e, por isso, a adoção de hábitos saudáveis é essencial para mantê-lo em ordem. 

DOR EM VIDA

Como as doenças do fígado, geralmente, são diagnosticadas tardiamente, muitas vezes o transplante é a única forma de tratamento e pode ser realizado também por doadores vivos. O transplante intervivos é possível porque o órgão tem capacidade de se regenerar. 

Então, lembre-se do seu fígado. Reveja seus hábitos e marque um check-up para verificar como anda a saúde desse órgão tão importante. 

Você está dando a atenção que seu fígado merece?

Encontre uma Universal mais perto de você. 


Igreja Universal
  • Redação  


reportar erro