Notícias | - 9:55 am


Viver é a saída3 min read

Fala-se muito do número de vítimas de suicídio, mas são mostradas poucas soluções para quem enfrenta esse tipo de pensamento. Conheça o projeto que tem ajudado milhares de pessoas.

Viver é a saída

Infelizmente, o suicídio tem sido a escolha para muitas pessoas que não aguentam mais viver, enxergando a morte como a única saída. Segundo a Organização Mundial da Saúde, aproximadamente 1 milhão de pessoas no mundo se matam por ano, isto é, uma morte acontece a cada 40 segundos. No entanto, os especialistas estimam que o total de tentativas seja pelo menos dez vezes maior.

FATORES DE RISCO

Sandra Almeida, psicóloga e especialista em psicologia comportamental, explica que o desejo de morte que um jovem sente pode estar relacionado com o modismo e não conseguir fazer parte dele. “É comum vermos cada vez mais jovens preocupados com a aparência física e também com a ideia de que precisam mostrar uma vida feliz nas redes sociais ou até que desejam ser o que não são simplesmente para se adequarem a um padrão e, uma vez que isso não acontece, gera frustrações.”

Ela também argumenta que vícios em álcool e drogas favorecem esse processo autodestrutivo. Além disso, muitos jovens também acabam querendo morrer depois de uma decepção amorosa, quandoenfrentam uma depressão ou até por causa de distúrbios alimentares, como a anorexia.

A especialista ressalta ainda que há casos em que a separação dos pais ou até o descaso por parte deles afeta o jovem e o faz desejar a morte porque se sente rejeitado por todos. “São inúmeros os problemas que uma pessoa pode enfrentar, seja jovem, seja idosa, e que podem desencadear pensamentos suicidas. Para evitar que isso aconteça, é preciso estar atento, dialogar e sempre buscar ajuda”, conclui.

Sabemos que a melhor forma para combater ideias suicidas é trabalhar com a prevenção. É para isso que a campanha Setembro Amarelo existe: para conscientizar a população sobre o suicídio. Ainda de acordo com a OMS, nove em cada dez mortes por suicídio poderiam ser evitadas e a prevenção é fundamental para atingir esse objetivo.

Diante disso, voluntários do grupo Youth Power Group (YPG), não apenas no mês de setembro, mas ao longo de todo ano vem fazendo ações para conscientizar e prevenir o suicídio, distribuindo cartas em pontos estratégicos de várias cidades, com mensagens motivacionais para quem não encontra mais forças para continuar. Ações como essas, realizadas por meio do projeto Help, visam despertar o valor à vida e ajudar quem mais precisa a entender que há uma saída para os problemas e para a depressão.

PROJETO HELP 

O projeto Help faz parte do Youth Power Group (YPG), e auxilia jovens que se encontram depressivos e com pensamentos suicidas a buscarem uma saída para os seus problemas e mostra a eles que a morte não é a solução.

O projeto Help é um grito de socorro. Nós acreditamos e lutamos pela vida. Temos como premissa o fato de que qualquer ser humano é capaz de se superar.

Oferecer suporte espiritual é essencial para salvar vidas. Por meio do projeto Help, muitos recebem suporte para vencer problemas como depressão, automutilação, traumas, complexos e bullying.

O projeto está disponível em todo o país e, para entrar em contato, envie uma mensagem para o número (857) 287-4241 ou escreva-nos para pergunte@universal.org.

Encontre uma Universal mais perto de você. 


Igreja Universal
  • Redação  


reportar erro